Programação

29/11 – Sexta-feira

Local: Auditório 5

18h00 às 18h45 – CREDENCIAMENTO COM ENTREGA DO KIT CURSISTA

18h45 às 19h00 – APRESENTAÇÃO CULTURAL

19h00 às 19h30 – ABERTURA OFICIAL DO CONGRESSO – MESA DE AUTORIDADES

19h30 às 22h00:

CONFERÊNCIA DE ABERTURA: RESILIÊNCIA: UM OLHAR SALUTOGÊNICO SOBRE O DESENVOLVIMENTO HUMANO.

Ana El Achkar – Doutora (2016) e Mestre (2011) em Psicologia pela Universo/RJ. É Pós-Graduada em Artes Leituras Contemporâneas pela UNILASALLE/RJ (2004) e em Psicopedagogia pela UNIVERSO/RJ (1993). Possui Graduação em Artes Plásticas (1995) e Pedagogia (1988) pela UNIVERSO/RJ. Atualmente realiza estágio de Pós-Doutorado na UNIVERSO/RJ com bolsa CAPES PNPD. Pesquisadora do Centro de Referência e Atenção às Famílias e Profissionais Sociais – CRAFPS da UNIVERSO em parceria com o CRAF/FURG

CV: http://lattes.cnpq.br/1003437939645431

RELATO DE EXPERIÊNCIA: Como deixei de ser estatística e me tornei exceção: história de vida e resiliência de quem conhece a fome, a sede e um contexto de extrema miséria.

Cesartina António Muxlhanga – Mestre em Sociologia de Trabalho e dos Recursos Humanos, na Universidade Abderrahmane Mira Bejaia (Argélia), Licenciada em Sociologia de Trabalho, Emprego e Organização, na Universidade Abderrahmane Mira Bejaia (Argélia) ,  Curso de língua francesa na Universidade Saad Dahled de Blida no “Centre d’Enseigment Intensif des Langues” na Argélia, atuante na Ong Fraternidade Sem Fronteiras em Moçambique / África.

22h00 – ENCERRAMENTO COM ESPAÇO DE AUTÓGRAFO – Dra Ana El Achkar

30/11 – Sábado

Local: Auditório 5

07h30 às 08h00 -VISITAÇÃO LIBERADA PARA O CORREDOR CIENTÍFICO – Aberto ao público durante todo o evento.

O objetivo é ter a exposição de projetos voltados à resiliência, desenvolvimento humano, desempenho profissional, desenvolvimento de práticas com base em justiça social e ativismo e outras iniciativas que ficarão expostas nos corredores (20 expositores).

08h00 às 08h20- APRESENTAÇÃO CULTURAL

08h20 às 09h15: PALESTRA: RESILIÊNCIA E ESPIRITUALIDADE: FERRAMENTAS PROPULSORAS DE APRENDIZAGEM.  Elisa Leão

Doutora em Psicologia Social pela USP. Instrutora certificada SDI (Strength Development Inventory). Empreendedora. Psicóloga Clínica. Professora de Graduação e Pós-Graduação. Brasília, Distrito Federal, Brasil.

09h15 às 09h30: LANCHE – (A CANTINA DA UNIDERP ATENDERÁ OS CURSISTAS)

09h30 às 11h30- MESA REDONDA

Mediadora: Ana El Achkar – Doutora (2016) e Mestre (2011) em Psicologia pela Universo/RJ. É Pós-Graduada em Artes Leituras Contemporâneas pela UNILASALLE/RJ (2004) e em Psicopedagogia pela UNIVERSO/RJ (1993). Possui Graduação em Artes Plásticas (1995) e Pedagogia (1988) pela UNIVERSO/RJ. Atualmente realiza estágio de Pós-Doutorado na UNIVERSO/RJ com bolsa CAPES PNPD. Pesquisadora do Centro de Referência e Atenção às Famílias e Profissionais Sociais – CRAFPS da UNIVERSO em parceria com o CRAF/FURG

CV: http://lattes.cnpq.br/1003437939645431

Cinthia Andrade – Educadora Parental em Disciplina Positiva – PDA/USA. Parentalidade e Educação Positiva pela Escola de Portugal. Idealizadora do instagram @maternidade.positiva (São Paulo /SP).

Elisa Leão – Doutora em Psicologia Social pela USP. Instrutora certificada SDI (Strength Development Inventory). Empreendedora. Psicóloga Clínica. Professora de Graduação e Pós-Graduação. Brasília, Distrito Federal, Brasil.

Cesartina António Muxlhanga – Mestre em Sociologia de Trabalho e dos Recursos Humanos, na Universidade Abderrahmane Mira Bejaia (Argélia). Licenciada em Sociologia de Trabalho, Emprego e Organização, na Universidade Abderrahmane Mira Bejaia (Argélia).  Curso de língua francesa na Universidade Saad Dahled de Blida no “Centre d’Enseigment Intensif des Langues” na Argélia. Atuante na Ong Fraternidade Sem Fronteiras em Moçambique / África.

Fátima Corvalan – UFMS – Cirurgiã Dentista pela Universidade Estadual de Mato Grosso, autal UFMS, 1978. Professora da FAODO/UFMS, 1981 até a presente data. Sanitarista pela Fundação Oswaldo Cruz/RJ  – Especialização em Saúde Pública. Mestre em Diagnóstico Bucal pela Faculdade de Odontologia da USP. Doutora em Ciências da Saúde pela Universidade de Brasília.

Adriane Lobo – Conselho de Psicólogia MS – Psicóloga pela FUCMAT (Faculdades Unidas Católicas Dom Bosco), 1987. Especializações em Psicodrama – Enfoque sócio-pedagógico pelo Instituto Gaya de Psicodrama – MS. Psicoterapeuta de casal, família e sistemas íntimos pelo Instituto de Gestalt Terapia – MS. Psicoterapia Breve – Enfoque Psicodramático pelo Instituto Gaya de Psicodrama – MS. Psicoterapeuta para acompanhamento no processo Transexualizador pelo Instituto INBIO – SP. Método Tatadrama – Método psicoterapêutico que utiliza bonecas de pano como instrumento de trabalho. Psicodramatista Didata. Supervisora em formação pela Sociedade Paulista de Psicodrama.

11h30 às 13h30 –  INTERVALO PARA ALMOÇO

13h30 às 14h30 – APRESENTAÇÃO DE COMUNICAÇÕES ORAIS E PÔSTERES

13h30 às 16h30 – OFICINAS  (em salas)

Mediador responsável por todas as oficinas: Doutorando em Comunicação Eduardo Romero

OFICINA 1 – HABILIDADES RELACIONAIS E EMOÇÕES POSITIVAS: EXPERIENCIANDO RESILIÊNCIA – Ana El Achkar (RJ) e Henriette Porciúncula. (40 VAGAS)

OFICINA 2 – O DESENVOLVIMENTO DA RESILIÊNCIA – A ARTE DE LIDAR COM A ADVERSIDADE COMO VANTAGEM – Elisa Leão (Brasília, DF). (25 VAGAS)

OFICINA 3 – COMO SER RESILIENTE EM MEIO AO CAOS – Cesartina António Muxlhanga (Moçambique) e Silvia Tavares Farina (Campo Grande, MS). (40 VAGAS)

OFICINA 4 – RESILIÊNCIA: QUE SEJA SEMPRE UMA PONTE PARA O CAMINHO – Adriane Lobo (Campo Grande, MS). (40 VAGAS)

OFICINA 5 – LEVE MATERNAR –  Público alvo: Todos que se relacionam ou vão se relacionar de alguma forma com crianças, sejam pais, mães, educadores, professores, tios, avós, babás, gestantes.

Objetivo: Construir uma relação de respeito com as crianças, colocar na prática a Disciplina Positiva de um jeito simples e prático, entender os desafios de comportamento e o cérebro da criança, compreender como podemos ser firmes e gentis ao mesmo tempo e não usar punições nem ameaças. Mudar a relação que temos com as crianças da nossa vida e aprender que não precisamos mandar para conseguir o que desejamos. Ensinar a desenvolver habilidade de vida nas crianças, como resiliência, empatia, cooperacão, autonomia e confiança. Você vai aprender na prática como encorajar uma criança, como fortalecer o vínculo com seu filho, bem como várias outras dinâmicas divertidas. – Cinthia Andrade (SP). (40 VAGAS)

OFICINA 6 – COMO AS COISAS QUE FAÇO HOJE CONTRIBUEM PARA MINHA HISTÓRIA? UMA REFLEXÃO ATRAVÉS DA LINGUAGEM FOTOGRÁFICA – Kétilly Dayane Faria Gomes (Adamantina, SP). (40 VAGAS)

OFICINA 7 – OS RECURSOS PEDAGÓGICOS E A RESILIÊNCIA COM SUAS CONTRIBUIÇÕES NAS RELAÇÕES DE APRENDIZAGEM –  Astrid Pantoja, Cristiane Alcantara, Diniz da Cunha Silveira, Ed Carlos e Gisela Catharinelli. (40 VAGAS)

Objetivo Geral: Compreender a importância de ferramentas confeccionadas com materiais de baixa tecnologia no favorecimento da aprendizagem do indivíduo com deficiência.

Objetivos especificos: Aplicar o lúdico como fator que leve a aplicação das potencialidades cognitivas; Estabelecer inclusão social a partir da brincadeira com seus pares; Estimular o uso da sucata como matéria-prima para confecção de ferramentas de ensino.

OFICINA 8 – VOZ INFANTIL E CANTO EM CONJUNTO – Serão discutidos nesta oficina os limites e possibilidades da voz infantil, com embasamento teórico, e serão apresentadas estratégias didáticas para canto em conjunto, tendo como base o trabalho prático desenvolvido no PCIU – Projeto Coral Infantojuvenil da UFMS.  Profa. Dra. Ana Lúcia Gaborim (Campo Grande, MS). (40 VAGAS)

Os Três primeiros colocados – Sessões de Comunicações Individuais / Sessão de Pôsteres terão espaços para oficinas  9, 10 e 11.

 16h30 – ENCERRAMENTO DO CONGRESSO